O que um Freelancer precisa saber, ter ou fazer? - Blog da Imprima Rápido

Postado em 12/08/2016

O que um Freelancer precisa saber, ter ou fazer?

                Entrar e permanecer no mercado de trabalho é um desafio que muitas pessoas enfrentam. Para muitos que partem para a carreira Freelancer, acaba sendo muito complicado seguir nesse caminho devido à falta de informação e experiência no mercado, pois nem todas as oportunidades vão ser animadoras, e muitas vezes o preço que se paga é desmotivador.

          Mesmo com alguns obstáculos, essa carreira oferece várias vantagens como: trabalhar sem chefe, a flexibilidade de horários, ter contato direto com o cliente, participar de todas as partes do projeto e utilizar qualquer ambiente para realizar o seu trabalho. São atrativos muito válidos.

          Por isso, a Gráfica Imprima Rápido separou alguns itens do que você precisa saber, ter ou fazer para se tornar um grande profissional autônomo.

1 – Mude a sua vida

                Primeiro é preciso fazer a transição da vida de assalariado para freelancer da forma menos radical possível, já que você não irá saber qual será a sua renda logo de cara. É muito natural demorar um tempo para ganhar dinheiro, até você criar um relacionamento e firmar a carteira de clientes.

                Pois isso, é preciso ter uma reserva financeira suficiente para te manter por um ano aproximadamente. Uma dica: deixe esse dinheiro aplicado em um investimento com liquidez, assim você irá acumulá-lo com juros.

                Também é aconselhável fazer trabalhos fora da empresa enquanto ainda está empregado, pois assim você terá a certeza de que a sua escolha deu certo.

2 – Mude o jeito de calcular a sua renda

                A vida de um freelancer sofre muita oscilação. Em um mês você pode ganhar mais dinheiro do que imaginava, e no outro, ter menos trabalhos do que gostaria. Por isso, estipule uma meta de quanto você precisa ganhar no ano.

                Pense também que o plano de saúde e o fundo de previdência da empresa em que trabalha são benefícios que serão cortados. Então é necessário que você insira esses itens em sua lista de despesas.

                Para te auxiliar, faça o cálculo de três metas de rendimento diferentes: aquela que você precisa ter para sobreviver, a média ideal e a máxima, caso você consiga superar as suas expectativas. Essas metas te dão um norte se você vai precisar ou não buscar mais trabalhos. Pois os imprevistos podem acontecer. E se uma simples gripe te derruba e você não consegue fazer nada além de dormir? É aconselhável que você guarde 30% da sua renda. É bastante, mas nesses casos é necessário.

3 – Custo da sua hora de trabalho

                Precifique o seu tempo, olhe para os seus concorrentes e para o seu público para saber quanto custa a sua hora de trabalho. Se o prazo de entrega for muito apertado, aumente o preço.

                Nesse caso, também trabalhe com metas de preços diferentes: o valor básico de quanto custa o seu serviço, o valor mínimo que você aceita trabalhar e o desconto padrão, sobre o qual normalmente os clientes querem negociar.

4 – Pague um salário para você mesmo

                Quando se trabalha como freelancer, você tem gastos que antes não tinha, como telefone, deslocamento, impostos etc. Some todos esses gastos e exclua do seu faturamento líquido.

                Faça duas planilhas de gastos diferentes, em uma você deve colocar todas as contas de freelancer e na outra, gastos da sua vida pessoal. Projete o próximo mês com base nos gastos do mês atual.

5 – Organize seu tempo de trabalho

                Você provavelmente vai querer um tempo para ir buscar os filhos na escola ou assistir aquele seriado. Equilibre a sua produtividade com a flexibilidade e estabeleça tarefas diárias, por exemplo, cumprir 50% do seu trabalho até o horário de almoço, para conseguir sair se precisar. Mas cuidado, não deixe que outras atividades atrapalhem o cumprimento de suas metas.

6 – Se mostre para os outros

                As redes sociais estão aí, e esse é o caminho mais curto para conseguir um job. Não tenha medo de expor os seus projetos para as pessoas, afinal você precisa conquistar novos clientes. Então, mantenha o seu portfólio atualizado e divulgue no Facebook, LinkedIn, Instagram etc.

                Lembre-se também que manter o contato com os clientes após o serviço prestado é muito importante, pois mostra que você está ali preparado para futuros projetos. E se você pretende fazer novos trabalhos com esse mesmo cliente, jamais os entregue fora do prazo.

                Pense que qualquer situação pode servir de inspiração para novas ideias, ou para o famoso networking. Aproveite a sua flexibilidade de horários para, além de refrescar a cabeça, fazer o que você não fazia antes, como sair no meio da tarde tomar um café.

                A vida de um Freelancer não é um mar de rosas, é preciso de bastante disciplina e dedicação. Essas são as palavras-chave para o sucesso, siga e com certeza você se tornará um excelente profissional freelancer.